Como Manter um Animal de Estimação em um Apartamento

 

Ter um animal de estimação é uma decisão que envolve muita responsabilidade, principalmente para quem mora em apartamento ou em locais considerados pequenos. Os bichinhos precisam de cuidados especiais e muita atenção para se adaptarem ao novo ambiente e suas regras.

 

Como já sabemos, há pessoas que se incomodam com o fato de ter que dividir o elevador com um animal de estimação, porém perante a lei é totalmente permitido manter animais domésticos em apartamentos, independentemente das regras do condomínio, desde que o proprietário do animal respeite os direitos dos outros moradores.

Para melhorar sua relação com os vizinhos, seguem algumas dicas para não afetar a vida do seu bichinho e não incomodar ninguém. Confira:

 

1. ­​Avalie o tamanho do ambiente que o animal terá para viver, bem como as condições de adaptação da raça, já que existem muitas opções de animais domésticos, além dos cães e gatos, que podem se adaptar a um ambiente menor. Antes de escolher o seu bichinho, pesquise sobre as necessidades do animal no que diz respeito à convivência e avalie se o tamanho de seu apartamento é ideal para ele, evitando problemas futuros para o animal e para você.

 

2. ​Depois de escolher o seu bichinho, tome os cuidados necessários para não atrapalhar os vizinhos com o som emitido por ele. Coloque tapetes para abafar o barulho e, no caso de cães, mantenha­os sempre com as unhas bem cortadas.

Se ainda forem filhotes, provavelmente os choros serão recorrentes. Por isso, antes de comprá­los, verifique se o seu cãozinho foi tirado de perto da mãe e do restante da ninhada após 49 dias de seu nascimento, pois essa separação deve ser feita em etapas, já que todo filhote procura por sua mãe e esse é o motivo principal do choro. Após esse período, organize um ambiente calmo, com uma cama bem quentinha e aproxime dele um relógio, pois o som simula a batida do coração da mãe. Assim, ele não sentirá que está sozinho e o choro diminuirá.

 

3. ­​Para levar seu bichinho para um passeio nas áreas externas do condomínio, procure usar uma guia curta. Dessa maneira, você evita a aproximação do animal com as outras pessoas que estão no elevador ou circulando pelo prédio.

 

4.­ Evite deixar que seu animal de estimação utilize as localidades do prédio, como jardins ou canteiros, para suas necessidades fisiológicas. Mas se isso acontecer, ou for permitido em seu condomínio, lembre­se de recolher todos os dejetos, independentemente da área em que estiverem, pois todas são de uso comum dos moradores.

 

5. No apartamento, determine exatamente a área que ele poderá ocupar para fazer suas necessidades. No início, é ideal colocar jornais nos locais determinados e pingar gotas de “adestradores sanitários”, que são líquidos estimulantes utilizados para auxiliar o bichinho a identificar o lugar correto para o xixi e cocô.

Tomando alguns cuidados é possível criar um bichinho em um apartamento com tranquilidade, evitando problemas entre os vizinhos e mantendo a organização em casa!

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • w-googleplus

© 2016 Todos os direitos reservado à Addecon. Orgulhosamente criado por Dzainy Marketing